Início História

História

[vc_custom_heading text=”HISTÓRIA” font_container=”tag:h2|text_align:center|color:%23ffffff”]

SOBRE SERRARIA

Os colonizadores de Serraria chegaram por volta de 1800, ali fixaram residência e formaram a Missão de Santo Antônio da Boa Vista. Em meados do século XIX, Firmiano José Fernandes de Maria e Maria Isabel Fernandes de Maria, fundaram o Engenho Velho para a fabricação de rapadura. Em 1860, Firmiano construiu a capela de Nossa Senhora da Boa Morte. Já andava na região o padre Ibiapina, recuperando e construindo igrejas, capelas, cemitérios, açudes e a Casa de Caridade de Santa Fé (1866), em terras de Antônio José da Cunha, em Arara.
Em 4 de dezembro de 1883, o povoado chegou a Vila de Pilões pela Lei Provincial 755 e em 13 de outubro de 1897, a Lei Provincial 80 a fez Vila livre de Pilões.
Manoel Birindiba construíra uma serraria (1851) que beneficiaria a madeira extraída das matas da região, aproveitada na fabricação de móveis e de outros artigos de marcenaria.
Essa serraria seria a responsável pelo nome do lugarejo. Teria sido onde atualmente está edificada a igreja matriz do Sagrado Coração de Jesus. Em março de 1895, Serraria era capela filial da Freguesia de Pilões, sendo a casa de orações muito pequena e no interior do cemitério, ocasionando desconforto aos católicos praticantes.
Em 3 de março de 1897, o padre José Calazans Pinheiro foi convidado pelo major Antônio Bento Duarte dos Santos, para benzer o local da nova capela, e para tal obra, já dispunha de um conto e trezentos. Em 28/2/1899, sob a orientação do pároco de Pilões, João Maranhão, foi iniciada a construção da nova capela, que recebeu doação de 6 contos de réis dos serrarienses, para a conclusão. Em 2 de outubro de 1900, o bispo Dom Adauto de Miranda Henriques, transferiu a sede da Freguesia de Pilões para Serraria. Os atos religiosos se davam em uma casa previamente preparada para tal finalidade, uma vez que as obras de construção do templo religioso ainda não haviam sido concluídas. A Freguesia seria efetivada definitivamente em 31/12/1906, com solenidades que contaram com a presença desse bispo.
Em 2 de janeiro de 1907, a capela foi promovida à categoria de Igreja matriz do Bom Jesus, tendo no padre João Maranhão o seu primeiro sacerdote.
Há uma outra datação, que marca o desmembramento político de Serraria do município de Pilões, essa de 31 de dezembro de 1943, conforme Lei Estadual número 420. Geograficamente o município está localizado na Mesorregião do Agreste Paraibano e Microrregião do Brejo Paraibano, limitando-se ao Norte com Solânea e Borborema, ao Sul com Areia, ao Leste com Pilões e a Oeste com o município de Arara. Tem área de 86,2 km², altitude de 533 metros, Latitude de 6°49’00” e Longitude de 35°38’00”. A população é de 6.602 habitantes (3.274 homens e 3.328 mulheres). Na área urbana residem 3.320 pessoas e na zona rural 3.282 pessoas.
Na parte mais elevada da cordilheira Oriental da Borborema, está situada a sede do município, ocasionando um clima agradável durante o dia e frio à noite, atraindo turistas que podem ainda desfrutar de belíssimas paisagens campesinas. A região é rica em serras onde se desenvolveu a lavoura da cana-de- açúcar e ainda encontramos engenhos em funcionamento, produzindo rapadura e aguardente.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support